O Minas é um clube de campeões

No último fim de semana, os atletas Luciano Benez e Marcos Lemos, sócios do Minas, conquistaram a medalha de ouro no Mundial de Futevôlei de Los Angeles.
A dupla ganhou não só a etapa de Los Angeles, mas também a etapa de San Diego. Com essas duas vitórias, eles passaram a conquistar o ranking da NFA, National Footvolley Association, e foram chamados para disputar a etapa de Miami, em novembro, para manter a atual posição.
Luciano conta que o torneio tem crescido cada vez mais nos Estados Unidos, assim como a prática do futevôlei, principalmente entre as mulheres, que também possuem maior facilidade em conseguir patrocinadores. Ele acredita que, em alguns anos, o esporte será dominado mundialmente pelos americanos.
Contudo, não é apenas nos EUA que o esporte tem crescido. No torneio, Luciano e Marcos competiram contra uruguaios, paraguaios, argentinos, russos e diversos brasileiros.
Essa, com certeza, foi uma grande conquista, apesar de todas as dificuldades em participações de torneios anteriores. Luciano nos conta um pouco mais sobre isso na entrevista abaixo:
P: Como era sua rotina de treino?Quantas vezes treinava, como era sua alimentação etc
R: Treinei todos os dias durante 3 meses, mesmo sábados, domingos e feriados. Meus treinos eram feitos com um amigo meu no Minas, às terças e quintas. Jogava aos sábados e domingos e malhava todos os dias, à noite.
Quanto à alimentação, não mudei nada. Continuei com o que comia antes, mesmo tendo que perder peso. Ao longo de 3 meses, perdi 11kg , como tinha previsto.
P: Como é a estrutura que o clube oferece para a preparação para eventos desse porte?
R: Boa, no caso do Minas, peguei o que estava disponível, que foram as quadras de futevôlei e mais nada. Porém, temos 3 quadras que são umas das melhores de Brasília.
P: Qual era a sua expectativa para o torneio? Já tinha participado de eventos desse porte anteriormente? 
R: Participei em 2016, em Los Angeles (desclassificado na primeira fase)
2017 Los Angeles (desclassificado nas oitavas de final)
2018 fiquei fora.
E agora, em 2019, participei nas etapas de San Diego (campeão), e Los Angeles (campeão).
O primeiro objetivo era chegas até às quartas de finais, em ambos os torneios, porém as coisas foram fluindo e o jogo com meu parceiro encaixou bem, o que nos levou aos 2 títulos.
P: Quais foram as maiores dificuldades que você enfrentou ou surpresas que surgiram? 
R: Dificuldades foram muitas, mas em especial foi ter uma rotina de trabalho e não deixar de treinar ao menos 3 horas por dia. Além do fato de não termos patrocínio. Mas isso tudo só contribuiu para as vitórias serem mais gostosas.
P: Agora que você volta para casa com esse título, qual seu próximo objetivo?
R: Bom, com essas duas conquistas seguidas, passamos a liderar o ranking da NFA, e fomos chamados pra participar da etapa de Miami em Novembro, caso consigamos algum patrocínio,
Vamos tentar defender o título e terminar o ano como Líderes do Ranking da NFA.
Parabéns ao Luciano e ao Marcos por essa conquista e desejamos boa sorte nos desafios que ainda estão por vir!

Compartilhar é participar do clube!

shares